Claddagh Ring

“Há mais ou menos 400 anos, numa vila pesqueira irlandesa chamada Claddagh, perto da cidade de Galway, viveu um mestre joalheiro chamado Richard Joyce, cujo design de um anel composto por duas mãos segurando um coração coroado acabou por tornar-se parte da tradição irlandesa até hoje.

O anel Claddagh pertence a um grupo maior de anéis chamados Fede, cujo design era o de duas mãos se tocando, simbolizando , comprometimento e verdade, e que remontam aos antigos romanos. Este tipo de anel foi muito popular durante a Idade Média na Europa. A diferença do Claddagh para os Fede é justamente o coração coroado.

De acordo com a tradição, se o anel é usado na mão direita, com a coroa de cabeça para baixo (invertida) significa que a pessoa que o usa é descomprometida. Se usado ao contrário, significa algum comprometimento. Se o Claddagh é usado na mão esquerda, com a coroa apontando em direção aos dedos das mãos, o coração dela é totalmente comprometido com alguém.

Sozinho(a): mão direita ponta do coração sentido ponta dos dedos;
Namoro:  mão direita ponta do coração sentido do pulso;
Noivado:  mão esquerda ponta do coração sentido ponta dos dedos;
Casado(a): mão esquerda ponta do coração sentido do pulso.

Cada um dos elementos da concepção de um anel Claddagh tem um significado: O coração simboliza o amor, as mãos em torno do coração simbolizam amizade, e a coroa significa lealdade.

O simbolismo do design Claddagh se resume perfeitamente dizendo “vamos reinar no amor e amizade” .

O mais antigos exemplares de anéis Claddagh possuem um selo com as letras RI, marca do ourives Richard Joyce (meados do século XVII (circa)-1737). O interesse por esse design em particular (mãos segurando um anel coroado) começou a se intensificar após a morte de Joyce, e os anéis eram feitos inicialmente a partir de um molde feito em osso de um molusco (cuttlefish) encontrado naquela região, utilizando a técnica da cera perdida.

Existem duas lendas antigas sobre o Claddagh: A primeira diz que uma irlandesa de nome Margaret Joyce casou-se com um rico comerciante espanhol de nome Domingo de Rona. Depois do casamento, foram morar na Espanha, onde Domingo faleceu, deixando à Margaret uma imensa fortuna. Ela então retornou a Galway, onde se casou novamente com o prefeito da cidade e era reconhecida pelas obras de caridade. Um dia, uma águia derrubou no seu colo um anel Claddagh, que ela usou até morrer. A segunda lenda conta que Richard Joyce foi feito prisioneiro por corsários algerianos, que o venderam como escravo a um ourives mouro que o treinou nas artes da ourivesaria. Em 1689, Richard foi libertado da escravidão e seu antigo dono ofereceu a ele sua filha em casamento e metade da sua riqueza, se Richard ficasse na Argélia. Porém Richard preferiu voltar para casa e trouxe para a Irlanda a idéia do design do anel, hoje mundialmente famoso como anel Claddagh.

A história romântica do místico e lindo anel Claddagh aconteceu a cerca de 300 anos atrás, numa pequena vila de pescadores chamada Claddagh, fora dos muros da cidade de Galway na costa oeste da Irlanda.

A lenda diz que certa vez um barco de pescadores fora capturado por piratas e seus tripulantes vendidos como escravos à um rico joalheiro turco. Um dos tripulantes, Richard Joyce, casaria nesta mesma semana.

Os anos se passaram e não houve casamento, Richard Joyce trabalhava na negociação de jóias. Com o tempo Joyce se tornou um grande artesão, e nunca esqueceu a mulher que amava e deixara na vila. Ele fez um anel de ouro para ela, onde no centro havia um coração que representava o amor, uma coroa que significava lealdade e duas mãos representando a amizade.

Após oito anos ele conseguiu escapar de seus raptores e retornou a sua vila, e para sua alegria ele descobriu que seu amor nunca perdera a esperança de reencontrá-lo. Ele deu o anel que tinha forjado a ela, se casaram, e nunca mais se separaram.

Colocar este anel em sua mão direita com o coração apontando para fora, siginifica que seu coração não pertence a ninguém. Colocar este anel em sua mão direita com o coração apontado para o seu coração, significa que tem alguém em sua mente. Mas colocar este anel em sua mão esquerda com o coração apontando para o seu coração mostra que duas pessoas se uniram para sempre. Estes anéis foram mantidos como relíquias familiares que passaram de geração para geração, de mãe para filha no dia de seu casamento.

O design deste anel se tornou internacionalmente popular. A simplicidade do anel e o simbolismo que ele representa, fez dele um presente ideal para um amigo ou para a pessoa amada.”

Legal a história do anel, e além de tudo ele é bem bonito e simbólico de várias maneiras. Eu achei dois sites em inglês, ou seja, não é aqui do Brasil, que vendem este anel em vários modelos, mais sempre tendo os mesmo símbolos, só que tem um porém.. o preço é bem salgado (desculpem, mas não achei um site baratinho, se vocês acharem me avise por comentário e eu atualizo aqui).

A primeira loja virtual é Claddagh Ring e a segunda é Claddagh Ring King.

Beijos, Lia Aguilar ♥

Anúncios

One thought on “Claddagh Ring

Gostou deste post? Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s