Tudo o que eu queria ser…

Tudo o que eu queria ser...

Os pensamentos invadem minha cabeça me deixando confusa… a vida é tão incerta, não… não exatamente a vida, mais sim o futuro. Eu sempre escrevo sobre isso e sei que ele é tão incerto quanto as minhas indecisões. Há dias em que eu simplesmente não estou nem aí para nada, mais existem outros que eu ligo para tudo. Reparo em cada detalhe, veja as pessoas se movimentando e vivendo a vida de um jeito normal, fácil…

Porém, não é exatamente sobre isso o que eu quero falar. Na realidade eu não sei o que eu quero falar. A cada minuto que se passa um turbilhão de ideias passam pela minha mente a ponto de querer explodir com tanta coisa, tantos sonhos rodeando ela. Tem dias em que eu acordo com vontade de cozinhar, outros com vontade de ver o sol e sentir o seu calor. Mas, eu odeio o calor. Deve ser porque eu sou fria de algum modo, não a minha temperatura corporal, mais o meu modo de ser… Eu olho ao meu redor e vejo que eu estou em uma bolha de gelo e as pessoas que estão passando por mim são o calor, mais não é algo insuportável, dá para aguentar – eu sei disso.

Hoje eu acordei com desejo de querer fugir das minhas responsabilidades. Acordei com aquela vontade de fazer o que eu quero fazer. Isso parece confuso, não? Eu sou só uma garota com sonhos como qualquer outra pessoa no mundo. Mais são tempos difíceis para os sonhadores – vi isso em um filme em que um duende de jardim viajava mais do que eu e uma garota que queria fazer a diferença na vida das pessoas – talvez eu seja essa garota.

Eu sempre escrevo coisas confusas, sem nexos… mais no fundo existe algum ligamento entre as palavras. Eu já disse que acordei com uma vontade de ir atrás dos meus sonhos hoje? É. Quem disse que eu preciso ser uma engenheira? Quem foi que disse que eu não posso ser uma bailarina? A questão é: na realidade não existe essa questão. Talvez seja só alguma coisa do meu pensamento. Ou nem isso.

Eu odeio me limitar. Odeio ouvir das pessoas que se auto descrever já é se limitar. Mais e daí? Isso não é bom? Saber que você mesmo se conhece, saber das suas ambições, dos seus sonhos. Eu já disse que tive sonhos estranhos hoje? Mais eu não era a protagonista deles, não… Simplesmente acho que esses sonhos foram reflexos das histórias que eu crio antes de dormir – quem nunca? Eu gosto dessa coisa… sabe de escrever, de criar. Deve ter algo nisso, na qual é tudo o que eu queria ser… Já disse que hoje eu acordei com vontade de ir atrás dos meus sonhos?

Acompanhem o Camafeu da Lia nas redes sociais: Facebook, InstagramTumblr e Twitter.

Advertisements

10 thoughts on “Tudo o que eu queria ser…

  1. Me vi completamente nesse texto, me sinto exatamente assim. Sou uma pessoa confusa e cheia de dúvidas, que faz algo, mas logo quer fazer outro :x

  2. Dias assim me deixam com vontade de também ir atrás dos meus sonhos, que estão perdidos em algum lugar. Provavelmente dentro de algum diário mal terminado da minha juventude. Parabéns pelo post. Pode parecer estranho, mas faz todo sentido. Pelo menos pra mim!

Gostou deste post? Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s