Vocês sabiam?

Aloha! Como vocês estão? Depois de tanto sacrifico para montar um post – sério o wordpress não me ajudou em nada esses dias – eu finalmente consegui! Enfim, deixando a raiva de lado… o post da vez veem para atualizar uma tag aqui no blog que nunca mais fora atualizada! E vendo algumas matérias sobre olhos e depois que um amigo meu me falou uma curiosidade sobre eles, eu resolvi dar uma pesquisa mais afundo na rede e ver algumas curiosidades! Olhem só no que deu:

 O olho humano pisca, aproximadamente, 11.000 vezes por dia e isso equivale a 4.000.000 de vezes por ano;
♥ O olho tem, aproximadamente, o tamanho de uma bola de ping-pong que contêm mais de 2 milhões de partes em funcionamento;
♥ Olhos castanhos são na verdade azuis por baixo da camada marrom e já exitem cirurgias a laser para remover a camada.

Legal, não é? Estou prevendo que certas pessoas vão ver o valor para ficar com olhos azuis, hahah! Eu gosto de ter olhos castanhos, então… não estou ligando para isso. Não deixem de comentem!

Acompanhem o Camafeu da Lia nas redes sociais: FacebookInstagramTumblr e Twitter.

Anúncios

Vocês sabiam?

VOCÊS SABIAM: Que o batom criou popularidade no século XVI,  graças a rainha Elizabeth I e senhoras da sua corte que marcavam seus lábios com cera de abelha e mercúrio vermelho. O primeiro batom chegou ao  mercado em 1915 e desde então é o produto de cosmético mais vendido do mundo.

(Ilustração da boca feita pela blogueira)

Mitos sobre os cabelos!

Quem nunca ouvi falar que cortar no cabelo na lua cheia vai deixar o cabelo volumoso ou até arrancar um fio branco e no lugar nascem dois? É, esse sãos alguns mitos que nós ouvimos muito por aí, principalmente das nossas avôs e mães, ihih! Para esclarecer sobre esse assunto eu fiz um post e selecionei os mitos mais falados e ainda dei dicas e se eu acredito ou não! Será que é verdade ou mentira? Confiram e saibam mais:

♥ Cortar o cabelo mensalmente acelera o crescimento

Esse mito é o mais conhecido e questionado. Dizem que cortar o cabelo mensalmente ajuda eles crescerem mais fortes e sadios. O fio cresce aproximadamente 1 cm por mês, cortando as pontas ou não. Cortar o cabelo todo mês ajuda a retirar as partes danificas, como pontas duplas e quebradas, deixando os visual mais saudável, mas não tem o poder de acelerar o crescimento.

♥ Cortar na lua cheia encorpa a cabeleira e na crescente ajuda a crescer

Esta crendice tem origem nas mitologias dos povos agrícolas, que achavam que o que era bom para as plantas servia para os cabelos. Assim, cortar os cabelos na lua cheia aumentaria o volume; na minguante, teria o efeito oposto; na lua nova seria ótimo para renovar o visual e, na crescente, ideal para o cabelo crescer mais rápido. O fato é que até agora a ciência não achou nenhuma evidência nesta proposta dos cortes baseados em calendários lunares. Mas, eu acredito, hihihi! Cada um, cada um.

  Os cabelos se acostumam com os shampoo

Isso é muito comum de se ouvir hoje em dia, que vocês usam um shampoo por um mês e seus cabelos acostumam com ele, assim ele deixa de produzir o efeito inicial. Isso é mentira. O que acontece é que os cabelos deixam de ficar totalmente limpos, quando o produto adquirido não é indicado para seu tipo de cabelo. O que se  percebe é que o cabelo vai ficando mais oleoso, sem brilho e sem vida. O certo é descobrir qual é seu shampoo ideal, sendo que hoje não é difícil, pois encontramos shampoos para todos os tipos de cabelo. Uma dica que minha mãe dá para mim (ela é cabeleireira  mais não executa essa profissão, vai entender) é que toda vez que seu shampoo e condicionador acabar mude-o na troca, claro, de acordo com o seu tipo de cabelo.

 ♥ Água fria deixa o cabelo mais brilhante

Na verdade, o problema é a água muito quente que prejudica a saúde dos fios, estimulando a produção das glândulas sebáceas, deixando o cabelo mais oleoso. A água fria fecha melhor as cutículas do cabelo e isso produz o brilho. O recomendado é optar por temperaturas mornas.

♥ Lavar os cabelos diariamente deixa-os mais oleosos

Ao contrário. Cabelos oleosos devem ser lavados todos os dias! Mas sempre com shampoo certo para o seu tipo de cabelo e sem massagens excessivas para não super estimular a produção de óleo.

♥ Deixar o creme o dia inteiro otimiza o tratamento

Muitas pessoas deixam o creme de tratamento por horas e horas, sendo que a maioria especifica um tempo de tanto a tantos minutos, mas acredita-se que quanto mais tempo no cabelo mais hidratado vai ficar. Mas o que acontece é que a hidratação, em vez de embelezar o cabelo, deixa-lo brilhante e saudável, assim, se deixar por muito tempo pode deixá-lo oleoso. Mais uma dica da minha mãe (linda) é que não deixe passar mais que 10 ou 15 minutos, e não é só ela que dá está dica não, muitos profissionais também falam, e por vezes recomendam é que na hora do banho mesmo, no momento em que vocês estiverem se depilando façam a hidratação, pode até ser por 5 minutos, isso vai ajudar e muito já!

♥ Cem escovadas à noite deixam os cabelos saudáveis e ajuda a crescer

Vemos muito esse hábito em filmes de época, pois de fato escovar os cabelos ativa a circulação no couro cabeludo. Mas  isso pode fragilizar os fios e irritar o couro cabeludo, o que não é bom.

 Fios brancos arrancados nascem em dobro

É um mito no qual eu realmente não acredito! E isso é muito engraçado, pois já vi muita gente falando: “Não arranca um fio branco se não nasce dois no lugar”. Se fosse verdade, seria fácil ganhar volume nos cabelos. É natural que os fios brancos se destaquem na cabeleira, porque o processo de encanecimento é causado pela perda de melanina – a substância que dá cor -, que é substituída por ar e, em seguida, por queratina, proteína que deixa fio mais grosso e, portanto, mais visível. Complicado né? Mas, quando você arranca um fio, não nasce em dobro.

E aí? O que vocês acham sobre esses mitos? Me contem tudo pelos comentários!

Bisous

Conhecendo o Ballet Clássico ♥

(Pintura de bailarinas feita por Edgar Degas, 1872.)

Nessa semana em uma aula de ballet, a professora pediu para as alunas que procurassem curiosidades para serem abordados em uma aula teórica, como por exemplo, curiosidades sobre o ballet. E foi nessa ideia genial que eu resolvi fazer um post falando um pouco sobre o ballet; como surgiu, de onde vem a palavra “balé”, principais obras e autores, quando fora o primeiro espetáculo em nosso país e etc! Legal não é? Confiram:

“O termo Balé ou Ballet refere-se a uma modalidade de dança e à sua execução. Esta expressão provém do italiano ballare, com o sentido de ‘bailar’. Ele nasceu justamente na Itália, em pleno Renascimento. Sua origem remonta às apresentações de um estilo teatral conhecido como pantomima, no qual os atores só se expressavam através da fisionomia e de movimentos corporais, normalmente sem preparo prévio.

 Os principais postulados do balé se resumem na posição ereta, na prática do en dehors – giro exterior dos membros inferiores -, no corpo vertical e na simetria. O ser humano sempre se expressou através da dança, mas o balé nasceu no fim do século XV, exatamente na cerimônia de casamento do Duque de Milão com Isabel de Ararão. Logo depois, esta arte também floresceu na França, em outra festa nupcial, desta vez celebrando a união entre Catarina de Médicis e Henrique II, em 1533. Neste momento, vários espetáculos foram importados dos italianos.

A experiência foi tão marcante para a rainha que, em 1581, ela criou o Ballet Cômico da Rainha, para uma nova aliança matrimonial, a de sua irmã. A partir de então, a França tornou-se o cenário ideal para o florescer desta dança. Neste país, em 1661, instituiu-se a Academia Real de Dança e, em 1713, foi inaugurada a Escola de Dança da Ópera. O Balé revestiu-se de uma aura nobre, uma vez que até mesmo o Rei Luiz XIV, em sua infância, chegou a cursar aulas desta dança clássica, exibindo-se diante da Corte ao completar 12 anos. Algum tempo depois, o monarca criou a Académie de Musique et de Danse, eliminada em 1780.

A partir de 1830, teve início a fase do balé romântico, com espetáculos como Giselle. Quando esta era entrou em declínio, o pólo de criação deslocou-se de Paris para São Petersburgo, na Rússia. Foi um russo, Serge Diaghilev, que inaugurou o período do balé moderno, com uma companhia própria. Neste cenário apareceram artistas que se tornariam famosos, como Pavlova, Nijinsky, entre outros. Era o impulso inicial para a geração da Escola Russa de Balé, que se disseminaria principalmente pelos EUA e pela Inglaterra. Na década de 60, consagra-se o Bolshoi de Moscou, até hoje celebrado em todo o mundo.

Os balés de repertório, muito comuns, são aqueles que se inspiram em temas musicais famosos, por isso mesmo responsáveis pelo sucesso das companhias que deles extraíram a essência necessária para a montagem de seus espetáculos, principalmente no solo europeu. Algumas destas montagens mais célebres são Coppélia, de Léo Delibes; O Pássaro de Fogo, de Igor Stravinsky; O Quebra-Nozes e O Lago dos Cisnes, ambos de Tchaikovsky.

Em nosso país, o primeiro espetáculo de balé clássico foi montado em 1813, no Rio de Janeiro, nos palcos do Real Teatro de São João, com a direção de Lacombe. Mas esta arte só floresceu no Brasil no século seguinte, com a celebração das companhias russas de Diaghilev e de Pavlova, na mesma cidade, só que agora no Teatro Municipal. Posteriormente, nasceram talentos como os de Dalal Achcar, Márcia Haydée, Tatiana Leskova, Ana Botafogo, entre outros.”

(Texto de Ana Lucia Santana)

O texto é bem interessante e resumido falando um pouco sobre tudo, hihih! Tinha coisas que eu ainda não sabia sobre o ballet e foi até bom para mim! E ah, agora os temas sobre ballet e teatro vão ser abordados na categoria “Diário”, e também outros assuntos que forem digamos assim mais pessoais, afinal o teatro e o ballet são duas artes que eu faço, e isso faz parte da minha vida pessoal, hihih! Não deixem de comentar e me seguir no instagram (@JeSuisAguilar)!

Beijos, Lia

Skate – A História!

Sabe aquelas horas em que vocês não tem nada fazer? Então, foi assim que eu comecei a pesquisar sobre um assunto: como surgiu o skate? E foi pensando nos garotos que acessam o blog que eu decidi trazer essa curiosidade, é claro que eu sei que tem meninas que curtem este esporte, assim como eu, uma pena que eu não saiba andar, isso por que eu tenho um skate em casa, hahah! É uma leitura bem rápida e tranquila de ler, confiram!

Ainda não se sabe exatamente quando apareceu o skate, mas pode-se dizer que foi no princípio dos anos 60 na Califórnia. Era em uma época aonde reinava o surf e a curtição total sobre uma prancha, mas como as coisas nunca davam certo aqueles mesmos surfistas pegaram as rodas de seus patins, e colocaram em “shapes”, para que assim pudessem surfar em terra firme.
Os skates eram muito primitivos, não possuíam nose nem tail, era apenas uma tábua e quatro rodinhas. O crescimento do ‘surf no asfalto’ se deu de uma maneira tão grande que muitos dos jovens da época se renderam ao novo esporte chamado skate. Surgiam então os primeiros skatistas da época.
Era uma época onde o free style dominava, os skatistas usavam e abusavam deste tipo de manobra. No ano de 1965 se comercializaram os primeiros skates fabricados industrialmente e começaram as primeiras competições. Esse esporte então teve seu auge em meados dos anos 70, quando ocorreu um fato que chocou a maior parte de todos os skatistas: a revista “Skateboarder”, uma das mais importantes sobre o assunto, anunciou a sua mudança de planos, agora cobrindo assuntos sobre competições de Biker’s.
Foi quando se deu a ‘morte’ do skate. Muitas pistas fecharam, e muitos abandonaram o esporte, apenas ficando os que realmente gostavam. Esses skatistas – que perderam suas pistas, suas revistas, e tudo que era a respeito deles – lançaram-se a andar nas ruas, usando tudo que achavam no cotidiano como obstáculos. Daí se deu o street skate.
Lá pelos anos 70 houve o racionamento de água nos EUA, e muitas pessoas tiveram que esvaziar suas piscinas. Foi aí que os skatistas perceberam que essas piscinas vazias poderiam ser ótimos obstáculos. Surfava-se assim o ‘skate vertical’
Nos anos 80 o skate volta ao seu auge, com a inovação dos skates, e a utilização das pistas em “U” – os half pipes. O skate retorna às suas origens de muitos adeptos, e com o aparecimento de vários nomes do skateboard mundial: Steve Caballero, Tony Alva, Tom Sims, entre outros contribuíram e muito para o progresso do skate.

O que acham deste tipo de post? Vocês gostam? Tem algum guri ou guria que sabe andar de skate? E tem alguém que morre de vontade, assim como eu, de andar de skate e fazer aquelas manobras mega legais? Me contem tudo pelos comentários, não se esqueçam é muito importante!

Beijos, Lia

(Adaptação: Via – Imagens Via: We Heart It)

Sobre chocolate, nhami!

Sabia que 40% das mulheres do mundo não conseguem viver sem um bombonzinho? Saiba mais curiosidades sobre o doce mais amado do mundo!”

Ele é (comprovadamente) irresistível : Os motivos são vários: o açúcar aumenta a sensação de bem-estar, a feniletilamina, outra substância presente no chocolate, estimula os centros de prazer do cérebro, a mistura de açúcar com gordura é maravilhosa, e, por último: ele derrete na exata temperatura da boca! Não é à toa que em grego cacau signifique “alimento dos deuses”.

Mas não vicia… : Você não consegue comer um só porque é bom demais, mas isso não tem nada a ver com vício – estudos comprovam que o doce não contém níveis de molécualas psicoativas suficientes para causar dependência.

Faz bem pra saúde: O chocolate tem componentes importantes para a saúde. O principal deles é o flavanóide, substância que protege os tecidos contra o envelhecimento.

Diet também engorda: Apesar de não ter açúcar, os chocolates diet levam muito gordura na composição, para compensar a textura e o sabor. Ou seja, dá empate técnico.

O mais calórico é o branco: Essa versão tem, em média, 165 calorias a cada porção de 30 gramas. O meio-amargo tem 150 e o ao leite, 160.

De uma vez por todas, ele não dá espinhas! : Nenhum estudo nunca conseguiu relacionar o consumo de chocolate ao surgimento de acne. Mas se na prática isso acontece com você, o jeito é maneirar no consumo.

(Via)