A saudade se tornou a minha melhor amiga

A saudade se tornou a minha melhor amiga

E a semana está quase chegando ao fim e o único sentimento que eu tenho é de saudades. Porém, não é de qualquer saudade que eu estou falando e sim de você. Parece simples dizer isso, mas a tristeza é grande.

Eu sinto saudades das conversas que nós tínhamos, principalmente daquelas que você me fazia mil perguntas tentando descobrir mais sobre mim quando me contava piadas que não tinham sentido nenhum, e mesmo assim eu ria.

Eu sinto saudades quando inventávamos apelidos engraçados um para o outro, ou quando você me pedia um abraço. Ah, eu sinto muita falta disso.

Eu sinto saudades quando você vinha até mim nos intervalos para jogar conversa fora. Eu sinto saudades de quando você pedia para passar as tardes comigo, do seu olhar de bobo apaixonado – eu sorria por dentro quando te via assim.

Eu sinto saudades quando você apertava minhas bochechas e eu brigava com você por causa disso. Eu sinto saudades de quando você deitava a cabeça no meu ombro ou quando eu fazia o mesmo.

Eu sinto saudades quando você me enchia de beijinhos. Do seu toque quente – até por que eu sou um cubo de gelo -, ah… eu sinto falta quando tu dizia que eu era um floquinho de neve.

Eu sinto saudades de quando você dizia que eu era sua e de quando me chamava de amor. Eu sinto saudades quando você tomava certas atitudes. Saudades de quando dizia que me amava…

E agora? A saudade se tornou a minha melhor amiga. Você me tinha fácil demais, só não parecia capaz de cuidar do que possuía… E tudo que eu posso sentir no momento é saudades de você.

Acompanhem o Camafeu da Lia nas redes sociais: FacebookInstagramTumblr e Twitter.

Sobre tudo e um pouco de nada

Sobre tudo e um pouco de nada

Há algum tempo eu venho pensando em tantas coisas que talvez esteja me sobrecarregando. São tantos pensamentos pairando sobre a minha cabeça, são tantas escolhas, tanta coisa para fazer e para cuidar, que eu sei que uma hora eu vou explodir.

Porém, há certas coisas que me incomodam… Não que sejam um incomodo, é só que eu não sei mais o que pensar. Estou tentando encontrar saídas para que de tudo certo, mas parece quase ímpossivel. Eu não acredito no ímpossivel. Sei do que eu sou capaz e do que eu quero. Talvez, eu ainda não tenha cruzado com essa tal de saída.

Uma vez deparei com uma frase que me fez refletir tanto: “Eu já desisti de você, mas foi só por alguns segundos.” Não fora somente essa frase, existem outras. Mas, olhe só onde eu parei… Observe o rumo desta conversa. E mais uma vez você está nela. E sinceramente odeio ter certos pensamentos sobre você. Odeio a ideia de não saber como posso me despedir de você.

Mas, há tanto para pensar. Será mesmo que isso, essa coisa entre nós, irá dar certo? Será que você é capaz de se comprometer? Talvez seja. Eu só acho que no momento você não está pronto. Afinal, somos jovens e o mundo lá fora nos espera. Sei que queremos aproveitar o máximo. E por que não podemos fazer isso juntos? Eu gostaria de ver você lutar para estar comigo – não que eu queira ver uma briga de socos e sangue, longe disso -, é só que eu quero ficar junto de ti.

Eu ainda tenho fé de que você irá fazer de tudo para ficar comigo. Não importa se está chovendo ou se os seus amigos vão em uma balada. Eu quero ouvir de você que sentiu falta de mim e o que mais queria era um abraço meu ou só me ver de longe, mesmo que seja por um breve segundo. Juro que a cada ato seu nos últimos dias me fizeram pensar se realmente você quer ficar comigo.

E, eu ainda estou a procura do homem que eu conheci. Tenho a leve impressão de que ele está em algum lugar. Pois, eu guardo os meus problemas na gaveta e tranco ela só para poder estar com você. Eu ultrapasso meus limites, brigo com quem for necessário só para poder passar uma tarde com você.

Cansada. Estou cansada mentalmente de ficar entre uma batalha. Não sou muito de seguir conselhos e acreditar em tudo que as pessoas dizem, mas está começando a fazer sentido. As peças aos poucos vão se encaixando. E quando tu tinha tudo para ter o meu coração, dois passos para trás eu dou de você.

São os detalhes do meu cotidiano que fazem eu ter a percepção sobre certas coisas. E sim, eu tenho a estranha mania de enxergar muito além através das pessoas. O que não é bom, pois eu vejo cada coisa que me faz repensar sobre tudo e um pouco de nada ao mesmo tempo. E tempo, é uma coisa que eu não estou tendo no momento. Minha paciência está no limite, eu estou perdendo a calma. Fico desesperada com os afazeres do curso, triste por certas brigas e uma série de fatores.

Então faça a sua escolha e aceite as consequências. A vida é muito curta para eu perder tempo com quem não quer estar comigo. Não quero ter que me arrepender sobre ter pensado tanto nos últimos dias. Chega. Tudo que eu mais quero é encontrar a saída e poder ver a luz do dia, mesmo que seja nublado. Eu quero poder respirar e deitar a cabeça no travesseiro para ter uma boa noite de sono. Eu não quero pensar sobre tudo, o que eu quero é pensar sobre nada e poder aproveitar o presente. É isso.

Acompanhem o Camafeu da Lia nas redes sociais: FacebookInstagramTumblr e Twitter.

Você se lembra? Talvez?

Faz tempo que não conversamos, não acha? E nesse curto tempo você nem se quer notou o quão me entristece quando não nos falamos. Aí eu me pergunto: por que você simplesmente me adicionou e me disse “olá”? Qual é o sentido disso tudo? Talvez seja o simples fato de você não ter gostado de algo que eu disse, mais eu reli a nossa conversa tantas e tantas vezes para achar esse erro e nada. Qual o sentido de você me prometer que vamos à praia e tomar aquele sorvete de flocos com pistache? Pode ser que você não goste dos sabores, mas podemos mudar isso. Você se lembra das promessas e dos elogios? Você talvez não tenha a noção disso tudo ou que conversar com você me trouxe uma certa paz.

Nós temos as nossas diferenças… claro que sim. Você se lembra quando disse que queria passar horas e horas me abraçando? Talvez eu queria isso também. Porém você não me deu uma oportunidade. Eu percebi que você não gosta de conversar muito e nem eu… a minha timidez não me ajuda em nada. Mais parecia que você queria algo mais… eu não estou dizendo que quero um amor louco. Eu só quero simplesmente alguém que eu possa zelar e que faça o mesmo por mim. Alguém que me faça sorrir nos meus dias mais sombrios; alguém que me leve para tomar sorvete ou surfar. Talvez tenha algo em você que me faça querer mais. Você se lembra das incertezas que você deixou nas entrelinhas daquele dia? Você se lembra… talvez que ainda possa existir um “nós“?

Acompanhem o Camafeu da Lia nas redes sociais: FacebookInstagramTumblr e Twitter.

Você.

“Não penso em você só quando acordo pela manhã com tua mensagem de bom dia. Ou quando no meio da aula o professor comenta algo que me faz ter vontade de comentar com você. Nem apenas quando vou dormir e começo a pensar no que de bom eu fiz durante todas as 24 horas do dia. Eu penso em você quando no meio daquela aula chata eu deixo meu pensamento longe e, quando menos espero, estou sorrindo. Porque lembro de você me pedindo para sorrir quando estou emburrada ou chateada com alguma besteira. Ou só pedindo para sorrir, sem motivo… sorrir para você, por você. Eu penso em você quando estou conversando com alguém e esse alguém, no meio da conversa, fala alguma coisa que você fala ou algo parecido. Me fazendo rir. E pensar, também, no quanto você está perto mesmo estando longe. No quanto você faz parte do meu dia-a-dia, mesmo em coisas tão pequenas e bobas como essas.Eu penso em você quando escuto músicas e começo a encaixar você – e eu – em todas as letras… Eu penso em você sempre. Em tudo. Por tudo. Com tudo. Em todo momento. Pode ser a coisa mais boba e sem graça que eu esteja fazendo, ou ainda vá fazer, mas você sempre me acompanha. E eu chego à conclusão de que: a melhor coisa que eu fiz durante as 24 horas do dia, foi pensar em você em todas elas.”